Monthly Archives: Março 2017

25 e 26 de março

Dilúvio no Raid TT da Ferraria
António Maio (Motos), Arnaldo Martins (Quads) e Pedro Santinho Mendes (SSV) foram os vencedores
CNTT está em http://cntt.motosport.com.pt

Disputada em condições meteorológicas extremas, o Raid TT da Ferraria cumpriu a sua 30ª edição com corridas muito animadas. António Maio, Arnaldo Martins e Pedro Santinho Mendes foram os vencedores das três disciplinas em competição.
Entre chuva e sol a etapa inaugural do Raid TT da Ferraria começou em Abrantes ao lado do Tejo com um cenário magnífico para as verificações técnicas e para o parque fechado que reuniu mais de 120 equipas.
 photo Pedro Santinho Mendes.jpg
Desportivamente, a etapa inicial com 36 quilómetros cronometrados teve no campeão António Maio o mais rápido nas duas rodas. Sebastian Bühler abriu a pista e gastou mais 5s que António Maio, ambos em Yamaha. Com o 3º tempo, mas já a mais de 1m ficou Mário Patrão em KTM.

A competição moto viu-se entretanto privada do seu piloto mais jovem já que Martim Ventura, 4º classificado em Góis, acabou por não ser autorizado a partir.
 photo Arnaldo Martins.jpg
Entre os Quad confirmou-se o domínio de Arnaldo Martins, o vencedor da prova de abertura. Atrás da Suzuki do piloto de Cabeceiras de Basto ficou a Kawasaki de Filipe Martins e a Yamaha pilotada por Vitor Caeiro.
Com quase seis dezenas de máquinas inscritas, o Raid TT da Ferraria assistiu à estreia dos novos Polaris e ao regresso de João Lopes. E seria exatamente o piloto de Torres Vedras a averbar o melhor tempo com uma folgada vantagem de 45s sobre o 2º classificado. Nas posições seguintes ficaram os dois Can-am que terminaram nas duas primeiras posições em Góis. Bruno Martins terminou na 2ª posição, com 4s de vantagem sobre Pedro Santinho Mendes.

Se João Lopes foi o mais rápido do Troféu Polaris e Bruno Martins conseguiu o melhor tempo para o Troféu Can-am, o vencedor na primeira etapa da Taça Yamaha foi Ricardo Carvalho que realizou o 6º tempo absoluto.

No dia seguinte foi sob chuva torrencial que se disputou a segunda e derradeira etapa do Raid TT da Ferraria que regressaou aos terrenos que sempre fizeram parte das anteriores edições desta competição com uma dupla passagem por um troço de 83 Km.

 photo Antoacutenio Maio.jpg

Na competição moto e depois do abandono prematuro de Sebastian Bühler, o campeão António Maio passou para o comando da corrida e assegurou uma importante vitória nesta que foi a segunda etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno. Mário Patrão, aos comandos de uma KTM foi o segundo classificado tendo gasto mais 7m que o piloto da Yamaha. Companheiro de equipa de Maio, Luís Teixeira terminou na derradeira posição de pódio, tendo triunfado na classe TT3.

Entre os Quad a classificação final não se alterou face aos resultados do primeiro dia. Arnaldo Martins confirmou o favoritismo e terminou com quase 10m de vantagem sobre o segundo classificado. Filipe Martins em Kawasaki e Vitor Caeiro em Yamaha formaram o pódio ao lado da Suzuki do piloto de Cabeceiras de Basto.

Entre os SSV a luta foi emocionante do início ao fim. No final dos primeiros 83 km disputados na 2ª etapa os seis primeiros estavam separados por 41s, mas à chegada o triunfo premiou mais uma excelente corrida de Pedro Santinho Mendes, atual vice-campeão nacional.

Com esta vitória, Santinho Mendes passou para a liderança do Campeonato à frente de Bruno Martins que foi o 3º classificado e o segundo do Troféu Can-am, ganho pelo vencedor deste Raid TT da Ferraria. Em 2º lugar, a 36s do vencedor, terminou o campeão nacional João Dias que venceu o Troféu Polaris. A Taça Yamaha teve como vencedor Ricardo Carvalho que terminou na 7ª posição absoluta.

O Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno prossegue a 14 e 15 de Abril com a Baja de Loulé.

(29)

 photo Cartaz TORRES VEDRAS.jpgA prova de Torres Vedras já se afirmou como uma das grandes jornadas do CampeonatoNacional de Trial e os Bombeiros Voluntários de Torres Vedras e o Clube Trilhos do Norte tudo estão afazer para que a rota de sucesso se mantenha em 2017. A pista será no mesmo local dos anosanteriores (no Sarge), onde predominam os declives acentuados, mas a organização está a trabalharem novos obstáculos para surpreender as equipas e deliciar os amantes de um verdadeiroespetáculo de trial 4×4.

As condições de visibilidade, e sobretudo de segurança, também são uma preocupaçãocentral para o organizador que está a fazer algumas melhorias no recinto para que os milhares depessoas que são esperadas possam desfrutar da jornada competitiva nas melhores condições.

À chegada a Torres Vedras é um piloto da terra que lidera a classificação geral: Rui Querido.O piloto torrense é também o líder da classe Proto. António Calçada segue na frente da classeExtreme, com 4 pontos de vantagem sobre Pedro Alves. Na classe Super Proto Claudio Ferreiralidera com 3 pontos de vantagem sobre Luis Jorge. O campeão nacional de Promoção, JoãoFernandes, chega a Torres Vedras na liderança da classe com 3 pontos de vantagem sobre PauloCameirão. Na classe UTV/Buggy o líder, depois de uma prova, é Luís Carneiro.

Em Torres Vedras estarão ainda em pista viaturas de Turismo de Serie, com ou semmodificações, que deverão respeitar as normas impostas pelo Regulamento Técnico do CNTrial4x4da classe promoção. A medida máxima permitida dos pneumáticos será até 37” (trinta e setepolegadas) inclusive, a competir na prova “Lumias 4×4”.

Convívio, diversão e aventura são os 3 ingredientes que o público poderá também apreciar naprova de todo-o-terreno e trial à escala reduzida que a RCTVD irá realizar durante o evento. Esteacontecimento de radio-modelismo scale 4X4 Trial à escala 1:10 promete fazer as delícias de miúdose graúdos.A etapa de Torres Vedras é no fim de semana de 8 e 9 de abril. As inscrições podem ser feitasem www.cntrial4x4.com

 

(20)