Monthly Archives: Julho 2016

 photo IMG_5192.jpg

É a terra do bicampeão nacional, Flávio Gomes, que vai receber a 4.ª prova do Campeonato Nacional deTrial 4×4. Ao piloto brigantino uniu-se a jovem Associação TT Sem Limites e o Município de Bragança para umaprova ao mais alto nível.

A pista está a ser montada em São Pedro dos Serracenos, a 2 Km da cidade de Bragança e com acessodireto a partir da A4. Por lá os trabalhos já começaram para receber as equipas, que não deverão ter uma vida nadafácil ou não fosse esta “um desafio diferente do que tem acontecido noutras provas”, referiu Armando Pereira, Diretor Desportivo do CNTrial 4×4, em visita a Bragança. “Este é um terreno com muita pedra escondida, o que vai obrigar as equipas a ter uma condução muito controlada entre obstáculos e não acredito que haja muita velocidade”, adiantou também.

Nesta passagem por Bragança a organização da prova espera que o público transmontano marque presença em peso, sobretudo os emigrantes que por essa altura estarão de férias em Portugal. No dia 6 deagosto realizam-se as verificações técnicas e parque fechado na Praça Cavaleiro Ferreira, bem no centro da cidadede Bragança. À noite, a organização oferece o jantar às equipas e ao seu staff (4 elementos no total) que colocaremos (mais…)

(113)

 photo Miguel.pngBrevemente, Portugal4x4 emitirá em directo conversa com Campeão do Mundo de Desencarceramento, a quem desde já agradecemos a disponibilidade demonstrada e o contributo para com os praticantes do todo o terreno.

Embora seja um assunto de interesse geral, comum a qualquer automobilista a conversa será direccionada aos praticantes do todo o terreno e à sua segurança, até porque estes têm algumas desvantagens em relação a um comum acidente rodoviário.

Como agir em caso de acidente grave, passo a passo.
O que deve fazer ou não  fazer no imediato para apoiar a vitima.
Como se localizar e informar as equipas de socorro, que dados deve fornecer.
O que deve acompanhar os praticantes todo o terreno que ajudem um possível salvamento.
Quais os meios disponíveis actualmente para socorrer vitimas fora de estrada, em locais muitas vezes com acessibilidades difíceis.

Outros tópicos de interesse na modalidade.

São alguns temas da conversa que visa informar os praticantes de todo o terreno.

Prevemos uma transmissão directa da gravação na página de facebook do Portugal4x4 onde o público poderá intervir e colocar algumas dúvidas que gostassem de ver esclarecidas.

… Informação também é segurança

(180)

Não é só no mato que existem obstáculos, o Todo o Terreno atravessa uma série deles.

Desde 2012 que a modalidade sente dificuldades que colocam à prova associações/ organizações de eventos turísticos, infelizmente uma situação mais profunda e duradoura do que o inicialmente previsto e agora com condicionantes que em nada abona a modalidade.

Os mais recentes manifestos da Quercus bem como a Federação de Proprietários Florestais ou até mesmo um artigo do CM só veio alarmar para a necessidade urgente de algo ser feito, antecipando desta forma futuros passos destas entidades que podem colocar fim ou dificultar a vida aos praticantes do todo o terreno.

Como tal, e impulsionado nas redes sociais, chegando já às 30.000 visualizações, diversas marcas de renome nacional, preparam-se para criar associação nacional que venha a defender os interesses da modalidade e seus praticantes, devendo ter sido esta a posição da FPTTT que até ao momento tem estado passivamente a assistir sem qualquer intervenção e até mesmo colaborando para as incertezas e instabilidade na modalidade como foi feito e recordamos:


15-11-2015 – Gala de Entrega de Prémios CNTrial4x4

“-Sairei da FPTTT em Abril de 2016 mais tardar”.

Aproveitou para brincar com a situação dizendo que não era o Dr. Paulo Portas e que era mesmo irrevogável.

03-12-2015 – Programa a Bola

“-Sairei brevemente, mais dois anos e meio”

Ora, em 15 dias as versões mudam… mas será para ficar-mos na mesma?

A verdade é que a FPTTT teve a oportunidade de ouro para revolucionar a sua forma de estar na modalidade, teve a oportunidade de outro para uma reentrada em grande e se relançar de uma forma nunca antes feita, no entanto, não aproveitou!

As incertezas, a regulamentação dúbia bem como a mais recente atuação das entidades policiais provocam abanão no Todo o Terreno.

É urgente que a lei seja uniformizada e não fique ao critério do agente fiscalizador que muitas vezes mostra mais desconhecimento que o próprio cidadão, também sabemos que não é prática geral mas sim forma de afirmação e muitas vezes pressionado pelo comando de posto, o problema é que estamos a assistir a um excesso tal que também neste campo é necessário agir.

Para agir é necessário uma entidade com voz ativa e representativa, neste caso defende-se que a FPTTT deveria intervir junto das entidades competentes, propondo medidas no que diz respeito à legalização de viaturas Todo o Terreno, promovendo ações de formação, defendendo a modalidade num todo e não somente as associações associadas.

Não podemos esquecer que há praticantes todo o terreno que não participam em eventos organizados, como tal, para circular em caminhos públicos não carecem de quaisquer tipos de autorizações, assim sendo, estão à mercê da sua própria sorte, sem ter a quem recorrer seja para o que for, mas são praticantes.

Acredita-se que há muito para fazer, acredita-se que há estratégia de desenvolvimento que pode dar a volta à atual situação, não havendo até ao momento vontade por parte das entidades ativas!

Assim sendo, marcas como:

Clube Terra a Terra
Clube Escape Livre
Resgate TT
XAdventure
Associação Unicarmões
Clube TT de Castelo Branco
BragAventura
Caramulo Weekend Off Road
Grand Cherokee wj Portugal
Snorkel4x4 – Auto Consigo
TJG Gestão de Eventos Lda
EM4x4.com, Emotions
Arruda Peças

, entre outras que podem vir a surgir ou até mesmo que não quiseram ver os seus nomes divulgados mas que se preparam para em conjunto desenvolver associação que visa combater os atuais interesses existentes e fazer frente à atual instabilidade na modalidade que aparentemente se encontra ao abandono.

Depois de debatida toda a situação, delineado os moldes de funcionamento será formada uma comissão instaladora e posteriormente eleitos os corpos sociais que deverá colocar em prática o estabelecido e aprovado por maioria dos envolvidos.

Antes da criação da associação, deverão ser ouvidas além das associações envolvidas, FPTTT, Quercus, Proteção Civil, situação que ficará à responsabilidade da comissão instaladora.

Sabemos de antemão que há uma estratégia forte e sustentável para a modalidade e para a associação a criar bem como para defender o interesses públicos e privados, só falta mesmo colocar em prática, proposta esta que será apresentada em reunião geral de associações, não podendo esquecer de envolver os praticantes isolados bem como outras entidades que se venha a considerar de interesse.

A reunião estrategicamente deverá coincidir com o início da época TT, ou seja, setembro / Outubro 2016, se se verificar que estão reunidas todas as condições para avançar.

Até lá aguarda-se a entrada de novas marcas que vêm reforçar a luta.

NOTA: O Portugal4x4 enquanto orgão de comunicação limita-se a divulgar a actividade e tudo o que a envolve pelo que não  é promotor de qualquer iniciativa, nem responsável por quaisquer tomadas de posição dos seus elementos administrativos.

(932)

 photo cartazBraganca 905x1280.jpgQuando falta apenas um mês para a quarta prova do Campeonato Nacional de Trial 4×4,Bragança entra na reta final dos preparativos. E a Associação TT Sem Limites já tem todos os pormenores alinhavados para a jornada de 6 e 7 de agosto. Todas as equipas presentes serão recebidas à boa maneira transmontana.

No dia 6 de agosto realizam-se as verificações técnicas e parque fechado na Praça CavaleiroFerreira, bem no centro da cidade de Bragança. À noite, a organização oferece o jantar às equipas e aoseu staff (4 elementos no total) que colocarem o carro em Parque Fechado. Um grande momento deconvívio para todos os envolvidos. No domingo, 7 de agosto há prólogo a partir das 10H e a resistênciacomeça às 14H30. A pista é na aldeia de S.Pedro dos Serracenos, a 2Km da cidade de Bragança e comacesso direto a partir da autoestrada.

Para os vencedores da etapa, a Associação TT Sem Limites tem várias surpresas. Confira abaixoa extensa e apetecível lista de prémios:Prémios Campeonato:

a)Prémio de participação: Medalha do Município para Pilotos e Navegadores
b)Ao primeiro Classificado de cada Classe (Extreme; Proto; Super Proto; Promoção eBuggy’s/UTV’s): Salva de prata (com monumento de Bragança em relevo – por equipa) (mais…)

(28)