Daily Archives: 22 de Março de 2016

CHUVA MODIFICOU AS CONDIÇÕES DA PISTA EM GLÓRIA DO RIBATEJO
 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_008.jpg

A vila de Glória do Ribatejo, concelho de Salvaterra de Magos teve este ano as honras de acolher a primeira prova do Troféu Extreme Trial 4×4, evento este disputado em condições particularmente exigentes e que em nada facilitaram a vida aos pilotos. Apesar do muito trabalho da organização e dos promotores para terem o melhor recinto possível para acolher participantes e publico, os fortes aguaceiros que cairam sobre o local nos dias antes do evento e até durante o próprio evento modificaram bastante as condições do terreno e fizeram subir muito o grau de dificuldade. Obstáculos que tinham anteriormente um grau de dificuldade relativamente baixo acabaram por se transformar em verdadeiras armadilhas para os participantes cheios de água e de lama. Mas outros houve, que estando estudados para serem um pouco mais seletivos, com o gradual amaciar do terreno acabaram por ao fim de pouco tempo se transformar em locais de passagem menos complicada. Para a história fica mais um evento bastante disputado, em especial na classe Proto, onde homens e máquinas sofreram bastante para conseguir chegar ao fim bem classificados.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_007.jpg   photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_004.jpg

CLASSE PROMOÇÃO – BELISSIMUS CAFÉ ENTRA A VENCER A Classe mais baixa do Troféu Extreme Trial 4×4 viu a equipa Bellissimus Caffe repetir em Glória do Ribatejo a vitória de 2015. A equipa do Toyota Land Cruiser enfrentou os obstáculos com calma, mas com a habilidade necessária para os superar sem grandes complicações. No setor da perícia, disputado durante a manhã, o Team Bellissimus Caffe foi o mais pontuado, seguido do Green Team, e do Team Dream Power. Os obstáculos previstos para este setor e para esta classe não eram obviamente dos mais complicados, mas a modificiação das condições supreendeu tudo e todos, e destes três nenhum conseguiu completar o setor. Esta zona viria a ser reutilizada durante a resistência para todas as classes, e ao fim de algumas passagens transformou-se no pior lamaçal de toda a pista. Na resistência o Team Belissimus Caffe foi quem deu mais voltas, na verdade muito mais voltas, tendo completado … passagens pela linha de meta. Já o Green Team e o Team Dream Power ficaram bem mais para trás, com … voltas respetivamente. Terminado o 1º evento do ano venceu na Classe Promoção o Team Bellissimus Caffe Team, o Team Dream Power ficou em segundo e enquanto o Grean Team fechou o podio terminando terceiro lugar. Na imagem, o vencedor da classe Promoção: Team Belissimus Caffe

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_003.jpg

CLASSE PROTO – FRAGOSO TT VENCE A PRIMEIRA DO ANO A classe Proto foi aquela que apresentou mais participantes inscritos neste evento de abertura do troféu “Extreme”. Ao todo compareceram 7 equipas que muito lutaram por uma boa classificação, em especial durante o setor de resistência. Na perícia, destinada sobretudo a alinhar os participantes para o setor de resistência, venceu o Team RCA , com o Team Sempre Os Últimos a ser segundo e o Team BS Auto a ser terceiro A resistência dos Proto foi em parte disputada em paralelo com os Super Proto, sendo que a classe maior arrancou uma hora mais cedo para poder “demolir” os obstáculos antes da passagem dos Proto. A vantagem inicial na resistência foi para o Team RCA, mas depois foi vitima de problemas num tubo do ar da admissão e até que a equipa conseguisse resolver a situação acumulou bastante atraso. Falando em atraso, o obstáculo que durante a manhã complicou a vida à classe Promoção, e que estava agora integrado na pista de resistência, transformava-se na maior dor de cabeça dos pilotos. O terreno naquele local em particular estava de tal modo ensopado que os buracos viraram verdadeiras prisões, e só com esforço se conseguia transpor. Foram precisas muitas passagens para que estes poucos metros começassem a deixar passar os carros com menos dificuldade, mas ainda assim apenas 1 a 1 e com bastante esforço. Esta zona foi madrasta para o Team BurPizza e para o Team Sempre os Últimos que desistiram neste local, embora por razões diferentes. Quem conseguiu superar melhor as dificuldades da pista foi o Team Fragoso, que terminou com 11 voltas cumpridas. O segundo melhor foi o Team Auto Mouro com 9 voltas cumpridas seguido do Team BS Auto também com 9 voltas. Na geral do evento a classificação ficou ordenada de forma igual ao setor de resistência, com o Team Fragoso TT a vencer, seguido do Team Auto Mouro e do Team BS Auto em segundo e terceiro.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_025.jpg

Na imagem, o vencedor da Classe Proto: O Team Fragoso TT CLASSE SUPER PROTO E SUPER PROTO MAIS -SOFRER ATÉ AO FINAL A classe Super Proto foi este ano subdividida em Super Proto Mais e Super Proto, havendo algumas distinções ao nível das mecânicas de cada uma das subclasses. No entanto no que diz respeito aos eventos, continuam a fazer exatamente as mesmas pistas e a ter que superar os mesmos obstáculos. Em Glória do Ribatejo estiveram apenas dois Super Proto + (Team Auto Higino, Team VSA) e três Super Proto (Team MM 6018/ TVA/ Americana, Team Trans Antonino e o Team Lubecar). Na perícia ͞ Super Proto Mais͟, o mais rápido foi o Team Auto Higino, seguido do Team VSA em segundo. Já nos ͞Super Proto͟, venceu o Team MM 6018/ TVA/ Americana seguido do Team Veicumer/Transantonino em segundo e do Team Lubecar em terceiro. Apesar muito curto, o setor de perícia colocou fora de combate os Super Proto Mais, o Team VSA vitima de problemas elétricos e o Team Auto Higino por outros problemas. O setor de Resistência ficava assim entregue apenas os Super Proto, que seriam os primeiros de todas as classes a enfrentar a exigente pista de resistência. O Team Lubecar inicialmente destacou-se conseguindo alguma vantagem face aos dois adversários, mas com apenas 2 voltas cumpridas era forçado a parar também vitima de problemas elétricos. A vitima seguinte da pista da Glória do Ribatejo seria o Team TVA – Americano, que resistiu ainda durante 5 voltas. Restou em pista o Team Trans Antonino, que andou em pista até final mas com muitos problemas de falta de potência no seu carro , rodando devagar e debaixo de uma nuvem de fumo, no entanto completou apenas 4 voltas, ou seja menos uma que o seu adversário. A classificação da resistência da classe Proto ficou ordenada com o Team MM 6018/ TVA/ Americana em primeiro, com o Team Veicumer/Transantonino em segundo e finalmente do Team Lubecar em terceiro. A classificação final dos Super Proto ficou ordenada da mesma forma. Na imagem, o vencedor da Super Classe Proto: O Team MM 6018/ TVA/ Americana Luis Pirralho, da X-Adventure, promotor do Troféu Extreme Trial 4×4: “Apesar de todo o trabalho do organizador deste evento, a Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora da Glória, e do trabalho da nossa equipa hoje, a verdade é que a muita chuva que caiu nos últimos dias mais a que caiu hoje transformaram por completo este evento. Foi muita água, e por mais que o terreno suporte chuva, quando ela é demais não há nada a fazer. Face ás condições que todos tivemos que enfrentar hoje não posso exigir mais. Todos se esforçaram bastante, desde a organização aos pilotos que muito sofreram ao longo do dia. As falhas que possam ser apontadas, sobretudo na localização de alguns pontos de ancoragem, devem ser compreendidas olhando para aquilo que nós tínhamos previsto para uma pista seca ou pelo menos consolidada, não para algo com este tipo de condições extremamente molhadas. Comparativamente ao ano passado, tivemos um arranque de temporada muito mais forte, com muito mais equipas, o que nos deixa na expectativa de termos uma edição de 2016 muito disputada. Agora é tempo de descansar, secar a roupa e lavar as máquinas, e dar inicio à preparação do próximo evento, que terá lugar a 15 de maio em Ponte de Sor. É um evento novo, que vai ser disputado numa cidade que nos acolheu muito bem, e onde esperamos poder realizar mais um grande evento do Troféu Extreme.” O Troféu Extreme Trial 4×4 2016 é promovido pela X-Adventure, contando com os apoios de Europarts 4×4, Fedima Tyres, Hélder Tiago, Lda. – Oficina e Reboques, XS5 Preparações Offroad, Lubecar, Vulcanizadora Fragoso e Stronger Than Steel.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_009.jpg   photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_002.jpg

No apoio à divulgação, o ͞Extreme͟ tem como principais parceiros : ͞O site Todoterreno.pt͟, Be-Outch Photography, Skin Ovelha, Código 4×4, Virtual Clube TT e Aventura.pt Para além das fotos oficiais disponibilizadas pela organização, os interessados em adquirir imagens podem recorrer aos serviços disponibilizados por Bee-Outch Photography. O Troféu Extreme Trial 4×4 2016 regressará a 15 de Maio, com um evento realizado em Ponte de Sor.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_001.jpg

 photo Classificaccedilatildeo.jpg

(139)

CHUVA MODIFICOU AS CONDIÇÕES DA PISTA EM GLÓRIA DO RIBATEJO
 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_008.jpg

A vila de Glória do Ribatejo, concelho de Salvaterra de Magos teve este ano as honras de acolher a primeira prova do Troféu Extreme Trial 4×4, evento este disputado em condições particularmente exigentes e que em nada facilitaram a vida aos pilotos. Apesar do muito trabalho da organização e dos promotores para terem o melhor recinto possível para acolher participantes e publico, os fortes aguaceiros que cairam sobre o local nos dias antes do evento e até durante o próprio evento modificaram bastante as condições do terreno e fizeram subir muito o grau de dificuldade. Obstáculos que tinham anteriormente um grau de dificuldade relativamente baixo acabaram por se transformar em verdadeiras armadilhas para os participantes cheios de água e de lama. Mas outros houve, que estando estudados para serem um pouco mais seletivos, com o gradual amaciar do terreno acabaram por ao fim de pouco tempo se transformar em locais de passagem menos complicada. Para a história fica mais um evento bastante disputado, em especial na classe Proto, onde homens e máquinas sofreram bastante para conseguir chegar ao fim bem classificados.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_007.jpg   photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_004.jpg

CLASSE PROMOÇÃO – BELISSIMUS CAFÉ ENTRA A VENCER A Classe mais baixa do Troféu Extreme Trial 4×4 viu a equipa Bellissimus Caffe repetir em Glória do Ribatejo a vitória de 2015. A equipa do Toyota Land Cruiser enfrentou os obstáculos com calma, mas com a habilidade necessária para os superar sem grandes complicações. No setor da perícia, disputado durante a manhã, o Team Bellissimus Caffe foi o mais pontuado, seguido do Green Team, e do Team Dream Power. Os obstáculos previstos para este setor e para esta classe não eram obviamente dos mais complicados, mas a modificiação das condições supreendeu tudo e todos, e destes três nenhum conseguiu completar o setor. Esta zona viria a ser reutilizada durante a resistência para todas as classes, e ao fim de algumas passagens transformou-se no pior lamaçal de toda a pista. Na resistência o Team Belissimus Caffe foi quem deu mais voltas, na verdade muito mais voltas, tendo completado … passagens pela linha de meta. Já o Green Team e o Team Dream Power ficaram bem mais para trás, com … voltas respetivamente. Terminado o 1º evento do ano venceu na Classe Promoção o Team Bellissimus Caffe Team, o Team Dream Power ficou em segundo e enquanto o Grean Team fechou o podio terminando terceiro lugar. Na imagem, o vencedor da classe Promoção: Team Belissimus Caffe

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_003.jpg

CLASSE PROTO – FRAGOSO TT VENCE A PRIMEIRA DO ANO A classe Proto foi aquela que apresentou mais participantes inscritos neste evento de abertura do troféu “Extreme”. Ao todo compareceram 7 equipas que muito lutaram por uma boa classificação, em especial durante o setor de resistência. Na perícia, destinada sobretudo a alinhar os participantes para o setor de resistência, venceu o Team RCA , com o Team Sempre Os Últimos a ser segundo e o Team BS Auto a ser terceiro A resistência dos Proto foi em parte disputada em paralelo com os Super Proto, sendo que a classe maior arrancou uma hora mais cedo para poder “demolir” os obstáculos antes da passagem dos Proto. A vantagem inicial na resistência foi para o Team RCA, mas depois foi vitima de problemas num tubo do ar da admissão e até que a equipa conseguisse resolver a situação acumulou bastante atraso. Falando em atraso, o obstáculo que durante a manhã complicou a vida à classe Promoção, e que estava agora integrado na pista de resistência, transformava-se na maior dor de cabeça dos pilotos. O terreno naquele local em particular estava de tal modo ensopado que os buracos viraram verdadeiras prisões, e só com esforço se conseguia transpor. Foram precisas muitas passagens para que estes poucos metros começassem a deixar passar os carros com menos dificuldade, mas ainda assim apenas 1 a 1 e com bastante esforço. Esta zona foi madrasta para o Team BurPizza e para o Team Sempre os Últimos que desistiram neste local, embora por razões diferentes. Quem conseguiu superar melhor as dificuldades da pista foi o Team Fragoso, que terminou com 11 voltas cumpridas. O segundo melhor foi o Team Auto Mouro com 9 voltas cumpridas seguido do Team BS Auto também com 9 voltas. Na geral do evento a classificação ficou ordenada de forma igual ao setor de resistência, com o Team Fragoso TT a vencer, seguido do Team Auto Mouro e do Team BS Auto em segundo e terceiro.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_025.jpg

Na imagem, o vencedor da Classe Proto: O Team Fragoso TT CLASSE SUPER PROTO E SUPER PROTO MAIS -SOFRER ATÉ AO FINAL A classe Super Proto foi este ano subdividida em Super Proto Mais e Super Proto, havendo algumas distinções ao nível das mecânicas de cada uma das subclasses. No entanto no que diz respeito aos eventos, continuam a fazer exatamente as mesmas pistas e a ter que superar os mesmos obstáculos. Em Glória do Ribatejo estiveram apenas dois Super Proto + (Team Auto Higino, Team VSA) e três Super Proto (Team MM 6018/ TVA/ Americana, Team Trans Antonino e o Team Lubecar). Na perícia ͞ Super Proto Mais͟, o mais rápido foi o Team Auto Higino, seguido do Team VSA em segundo. Já nos ͞Super Proto͟, venceu o Team MM 6018/ TVA/ Americana seguido do Team Veicumer/Transantonino em segundo e do Team Lubecar em terceiro. Apesar muito curto, o setor de perícia colocou fora de combate os Super Proto Mais, o Team VSA vitima de problemas elétricos e o Team Auto Higino por outros problemas. O setor de Resistência ficava assim entregue apenas os Super Proto, que seriam os primeiros de todas as classes a enfrentar a exigente pista de resistência. O Team Lubecar inicialmente destacou-se conseguindo alguma vantagem face aos dois adversários, mas com apenas 2 voltas cumpridas era forçado a parar também vitima de problemas elétricos. A vitima seguinte da pista da Glória do Ribatejo seria o Team TVA – Americano, que resistiu ainda durante 5 voltas. Restou em pista o Team Trans Antonino, que andou em pista até final mas com muitos problemas de falta de potência no seu carro , rodando devagar e debaixo de uma nuvem de fumo, no entanto completou apenas 4 voltas, ou seja menos uma que o seu adversário. A classificação da resistência da classe Proto ficou ordenada com o Team MM 6018/ TVA/ Americana em primeiro, com o Team Veicumer/Transantonino em segundo e finalmente do Team Lubecar em terceiro. A classificação final dos Super Proto ficou ordenada da mesma forma. Na imagem, o vencedor da Super Classe Proto: O Team MM 6018/ TVA/ Americana Luis Pirralho, da X-Adventure, promotor do Troféu Extreme Trial 4×4: “Apesar de todo o trabalho do organizador deste evento, a Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora da Glória, e do trabalho da nossa equipa hoje, a verdade é que a muita chuva que caiu nos últimos dias mais a que caiu hoje transformaram por completo este evento. Foi muita água, e por mais que o terreno suporte chuva, quando ela é demais não há nada a fazer. Face ás condições que todos tivemos que enfrentar hoje não posso exigir mais. Todos se esforçaram bastante, desde a organização aos pilotos que muito sofreram ao longo do dia. As falhas que possam ser apontadas, sobretudo na localização de alguns pontos de ancoragem, devem ser compreendidas olhando para aquilo que nós tínhamos previsto para uma pista seca ou pelo menos consolidada, não para algo com este tipo de condições extremamente molhadas. Comparativamente ao ano passado, tivemos um arranque de temporada muito mais forte, com muito mais equipas, o que nos deixa na expectativa de termos uma edição de 2016 muito disputada. Agora é tempo de descansar, secar a roupa e lavar as máquinas, e dar inicio à preparação do próximo evento, que terá lugar a 15 de maio em Ponte de Sor. É um evento novo, que vai ser disputado numa cidade que nos acolheu muito bem, e onde esperamos poder realizar mais um grande evento do Troféu Extreme.” O Troféu Extreme Trial 4×4 2016 é promovido pela X-Adventure, contando com os apoios de Europarts 4×4, Fedima Tyres, Hélder Tiago, Lda. – Oficina e Reboques, XS5 Preparações Offroad, Lubecar, Vulcanizadora Fragoso e Stronger Than Steel.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_009.jpg   photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_002.jpg

No apoio à divulgação, o ͞Extreme͟ tem como principais parceiros : ͞O site Todoterreno.pt͟, Be-Outch Photography, Skin Ovelha, Código 4×4, Virtual Clube TT e Aventura.pt Para além das fotos oficiais disponibilizadas pela organização, os interessados em adquirir imagens podem recorrer aos serviços disponibilizados por Bee-Outch Photography. O Troféu Extreme Trial 4×4 2016 regressará a 15 de Maio, com um evento realizado em Ponte de Sor.

 photo extreme_trial_4x4_gloria_do_ribatejo_2016_001.jpg

 photo Classificaccedilatildeo.jpg

(138)