Daily Archives: 9 de Janeiro de 2013

Na última especial disputada no Peru, Carlos Sousa e Miguel Ramalho repetiram o 10º lugar da véspera e mantiveram o 11º da geral, mas recuperaram preciosos minutos aos cinco adversários que os precedem na classificação – de Guerlain Chichérit a Pascal Thomasse. Prejudicada apenas por algum pó na fase final do percurso, precisamente quando procurava ultrapassar o buggy do francês que ocupa a décima posição, a dupla portuguesa segue para o Chile com a moral em alta e determinada a recuperar um lugar top-10 ainda antes do dia descanso. Para já, e na etapa que antecede o regresso às dunas e ao deserto do Atacama, o objetivo ficou bastante mais próximo… a apenas 3m20s!

Após dias cinco de competição e mais de 2 mil km cumpridos desde a partida, a caravana do Dakar despediu-se hoje do Peru para entrar em território chileno, numa etapa de transição entre Arequipa e Arica, ao longo de284 km.

 

Com percursos diferenciados para motos e carros, a quinta especial deste Dakar foi ainda integralmente disputada em território peruano – a entrada no Chile foi feita já na ligação final – embora com paisagens radicalmente diferentes dos últimos dias, num percurso de172 kmcronometrados (136 kmpara motos e quads) maioritariamente disputado em caminhos de pedra e com várias passagens por vales e rios.

Décima equipa a largar para a especial – desta vez sem camiões à sua frente – Carlos Sousa e Miguel Ramalho estiveram hoje muito perto de reassumir um lugar no top-10 da geral, recuperando preciosos minutos aos buggys de Boris Gadasin e Pascal Thomasse, respetivamente 9º e 10º da classificação.

“Foi uma etapa sem o grau de dificuldade das anteriores e que exigiu apenas alguns cuidados numa zona mais rochosa do percurso. A especial era muito bonita e guiámos sem problemas, muito concentrados e a um ritmo sempre consistente”, resumiu o piloto português à chegada, após repetir o 10º melhor tempo da véspera, embora à frente dos cinco concorrentes que o precedem na geral.

 

“Andámos muito bem nas partes mais técnicas e sinuosas do percurso e recuperámos muito tempo ao Pascal (Thomasse), que partiu imediatamente à nossa frente. O problema é que ele afastava-se depois nas zonas mais rápidas, aproveitando a maior velocidade de ponta do seu buggy”, explicou ainda o piloto do SUV Haval 4X4, lamentando apenas algum tempo perdido na fase final “quando o voltámos a apanhar e passámos a guiar no pó dele mesmo até à chegada”.

Em todo o caso, numa especial com172 km, Carlos Sousa anulou já boa parte da sua desvantagem, mantendo o 11º posto da geral, mas reduzindo para escassos 3m20s a diferença para o francês Pascal Thomasse, enquanto o 9º lugar ocupado pelo russo Boris Gadasin, a quem hoje ganhou quase três minutos, está agora a apenas 4m20s…

“Ainda falta muita corrida e mantém-se tudo em aberto, sendo certo que a passagem pelo Atacama, já a partir de amanhã, reserva sempre muitas surpresas… O carro continua sem problemas e acredito que podemos subir mais alguns lugares na geral até ao dia de descanso. Sem loucuras, mas andando sempre de forma consistente”, prometeu.

Amanhã, a primeira especial disputada em território chileno, entre Arica e Calama, marcará o regresso às dunas e ao inevitável deserto de Atacama, no terceiro maior troço cronometrado desta edição:454 km. Dunas e areia (muita) fina serão presença constante em dois terços do percurso desta sexta jornada.

Em jeito de aviso aos concorrentes, a organização já fez saber que a chegada ao bivouac poderá ser… tardia!

CLASSIFICAÇÃO – ETAPA 5
Cl. Piloto/Navegador Carro Tempo/Dif.
1º Roma/Périn MINI 1h49m40s
2º Peterhansel/Cottret MINI a 1m23s
3º De Villiers/Von Zitzewitz Toyota a 1m51s
4º Novitsiy/Zhiltsov MINI a 5m10s
5º Al-Attiyah/Cruz Buggy a 6m01s
(…)
10º SOUSA/RAMALHO GREAT WALL a 7m54s

GERAL APÓS ETAPA 5
Cl. Piloto/Navegador Carro Tempo/Dif.
1º Peterhansel/Cottret MINI 10h55m32s
2º Al-Attiyah/Cruz Buggy a 9m54s
3º De Villiers/Von Zitzewitz Toyota 33m22s
4º Novitsiy/Zhiltsov MINI a 37m35s
5º Roma/Périn MINI a 37m43s
(…)
11º SOUSA/RAMALHO GREAT WALL a 1h36m06s

 

Fonte: atelierdocaractere

(91)

No dia em que o Dakar deixo o Peru ganhou mais 4 posições

Hélder Rodrigues voltou hoje a recuperar posições na classificação geral tendo subido mais quatro lugares depois de na etapa que ligou Arequipa a Arica, já no Chile, tem averbado o 7º tempo na especial cronometrada de 136 quilómetros.

Numa etapa em que como é habitual os pilotos que parte de posições mais atrasadas conseguem fazer melhor tempo, o piloto oficial do Team HRC, aos comandos da sua Honda CRF 450X, foi o terceiro a cruzar a linha de chegada. Apenas foi batido por dois pilotos que partiram entre os dez primeiros e concedeu somente 45s para Cyril Despres.

Hélder Rodrigues que ocupa agora a 12ª posição, a escassos três segundos do seu companheiro de equipa o argentino Javier Pizzolito, mostrava-se satisfeito com a sua prestação à chegada a Arica.

“Esta foi uma etapa em que o cenário mudou radicalmente. Foi uma etapa relativamente curta mas com algumas partes bem complicadas. Vim muito tempo atrás do Farres e só na parte final consegui passar para a frente dele e ficar liberto do pó que a sua moto levantava”, salientou à chegada a Arica o piloto da Honda, Red Bull e TMN.

   

Amanhã será disputada a primeira especial cronometrada no Chile. Serão454 quilómetrosrepartidos por dois sectores com uma ligação neutralizada de uma centena de quilómetros. Uma etapa que leva os concorrentes até ao deserto do Atacama.

 

PR_HelderRodrigues_Dakar 2013_09 de Janeiro de 2012
Fonte: A2 Comunicação 

(121)