Daily Archives: 5 de Janeiro de 2013

Acusando a paragem de um ano e confessando algum nervosismo à partida, Carlos Sousa concluiu a primeira especial do Dakar 2013 num pouco habitual 19º lugar da classificação geral. Num percurso bastante rápido e que acabou por favorecer a maior potência dos buggys de apenas duas rodas motrizes, o piloto português do Team Great Wall Motors admitiu que foi “talvez demasiado prudente”, acabando por ceder 59 segundos para o mais rápido a cumprir os primeiros 13 km cronometrados desta edição…

 Após três dias de verificações técnicas e administrativas em Lima, as 449 equipas admitidas à partida (183 motos, 38 quads, 153 autos e 75 camiões) lançaram-se este sábado, às 7h50 locais (menos 5 horas que em Portugal Continental), a caminho da primeira etapa do Dakar 2013, atacando os primeiros263 kmdos mais de 8.500 que separam os concorrentes da chegada a Santiago do Chile, a 20 de janeiro próximo.

Numa jornada que a própria Organização apelidou de “ligeira”, foi já perto da chegada a Pisco que os concorrentes abriram oficialmente as hostilidades deste Dakar, numa mini-especial de13 km, com partida e chegada praticamente no mesmo local.

Juntos pela primeira vez num Dakar, Carlos Sousa e Miguel Ramalho protagonizaram uma entrada “talvez demasiado cautelosa”, garantindo apenas o 19º tempo da classificação geral, a 59 segundos da melhor marca estabelecida pelo Buggy de Carlos Sainz, o primeiro líder deste rali.

  

“Entrei muito nervoso e custou-me a entrar no ritmo. Era uma especial bastante rápida e muito talhada para os buggys. Ainda assim, confesso que estaria talvez à espera de uma classificação mais próxima do top-10”, admite o piloto português do Team Great Wall Motors, que viu o seu colega de equipa, o chinês Zhou Yong, terminar em 28º, a 1m15s do mais rápido.

“Como vamos agora ter uma etapa totalmente disputada em areia, partir desta posição até que não é muito mau, porque adivinho que vai haver muita confusão à frente. O carro está impecável, pelo que o importante agora é conseguir descomprimir e começar a recuperar lugares já a partir de amanhã”, promete Carlos Sousa.

Com início e final em Pisco, a segunda etapa deste Dakar será disputada ao longo de327 km, dos quais 242 correspondem ao percurso cronometrado, num troço 100 por cento em areia e que servirá para os concorrentes apurarem a sua técnica para as temíveis dunas peruanas que se seguem no programa, especialmente à chegada a Arequipa, já na próxima quarta-feira.

CLASSIFICAÇÃO – ETAPA 1
Cl. Piloto/Navegador Carro Tempo/Dif.
1º Sainz/Gottschalk Buggy 7m40s
2º Alvarez/Graue Toyota a 8s
3º Chichérit/Garcin SMG a 10s
4º Al-Attiyah/Cruz Buggy a 10s
5º Chabot/Pillot SMG a 12s
(…)
19º C. SOUSA/M. RAMALHO GREAT WALL a 59s
28º ZHOU/MAIMON GRAT WALL a 1m15s

(71)

A edição de 2013 do Dakar já arrancou esta tarde no Peru com uma etapa que ligou a capital, Lima a Pisco e que incluía um curta especial cronometrada de apenas13 quilómetros. Um sector selectivo que serviu para definir a ordem de partida para o verdadeiro início da prova que terá lugar amanhã onde os242 quilómetroscronometrados serão na sua maioria disputados totalmente em areia.

Foi a pensar nas características dessa etapa que Hélder Rodrigues e a maioria dos pilotos mais credenciados optaram por não partir na frente. O campeão do mundo de 2011 e actual nº1 da equipa Honda optou estrategicamente por partir atrás de todos os seus adversários, mesmo que para isso tenha perdido algum tempo, tendo em conta que, no caso das motos, o crono realizado foi, para efeitos de classificação da etapa, multiplicado por cinco. Uma desvantagem que o piloto português espera por certo recuperar ao partir de uma posição mais atrasada.

Hélder Rodrigues realizou o 29º tempo tendo gasto mais 53s que o chileno Chaleco Lopez que optou por partir na frente para a etapa de amanhã. O piloto português irá partir amanhã com uma desvantagem de 3m20s para Cyril Despres que hoje realizou o 5º tempo.

  “ A etapa correu conforme tinha idealizado. O sector selectivo era todo em areia e bastante curto. Fiz esta etapa a pensar no dia de amanhã onde vamos ter logo de entrada deste Dakar uma etapa muito difícil. Sinto-me muito bem e estou preparado para enfrentar toda a dureza desta prova”, salientou no final da etapa o piloto da Honda, Red Bull e TMN.

 

PR_HelderRodrigues_Dakar 2013_05 de Janeiro de 2012

Fonte:  A2 Comunicação

(115)