photo xtrem.jpg

 

Xtrem Portugal, uma prova fantástica com uma organização à altura que respondeu a todas as solicitações, chegando ao final sem falhas a apontar.

Da classe Preparado, consagrou-se vencedor a equipa Santerchips / AMTurbocharger / Jot4x.

Na classe Proto, foi a equipa o engaçoffroad / gigglepin que levou a melhor.

Da classe série, La Roca 4×4 ocupou o lugar mais alto do pódio.

Uma prova internacional em que os portugueses marcaram posição e ocuparam os lugares mais altos do pódio, razão para dizer, que temos excelentes organizações e equipas à altura das melhores provas nacionais e internacionais.

Parabéns para a organização que desenvolveu uma prova de trial à altura das melhores da europa, a todas as equipas que durante 4 dias aguentaram uma prova de dureza extrema.

A opinião das equipas nacionais e internacionais foi unanime e nomearam esta como a melhor prova Xtrem da Europa, esperamos que um feito a repetir pois a modalidade precisa de eventos de qualidade.

Câmara Municipal de Caminha, apostou e ganhou com a aposta.

 photo IMG_6235.jpg  photo IMG_6236.jpg

 photo IMG_6232.jpg  photo IMG_6198.jpg

Colecção completa de fotos na secção de Fotografias do site institucional do Portugal4x4.

(10)

fpak logo

Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting tem novo presidente, Fernando Amorim, conhecido por Ni Amorim, antigo piloto foi o eleito vencendo as eleições a Manuel de Mello Breyner com 47 votos contra 44, é agora o 5º Presidente da História da FPAK.

O cargo de Vice Presidente será ocupado por Álvaro Portela, também antigo piloto acompanhados de Camilo Figueiredo, João Ferreira, Ruben Gabriel Macedo, Pedro Calado, Francisco Mora, Francisco Armando Reis Fidalgo e João Rito, uma equipa de luxo que conduzirá a Federação nos próximos anos.

O Portugal4x4 deseja-lhes a maior sorte do mundo esperando que estes venham com a vontade de representar as diversas modalidades e por elas lutar bem como pelos filiados.

(26)

logo fptt origClube Terra a Terra prometeu e cumpriu… sentou a Federação Portuguesa Todo o Terreno no banco dos réus pelos atos eleitorais que beneficiaram lista apresentada pelo Clube TT de Paredes cujo presidente da Mesa “proposto” era o Dr. Jorge de Lima e o Presidente da FPTT era o Sr. Cândido Barbosa que vêm-se agora afastados dos cargos assumidos na Federação.

Cândido Barbosa que no dia 06-04 se apresenta aos filiados como “O presidente de todos os Clubes”, perdeu o lugar após ver o tribunal dar como provadas as ilegalidades no ato eleitoral, conforme defendido pelo Clube Terra a Terra, associação que decidiu “acabar” com o rumo menos claro que a FPTT levava nos últimos 16 anos, interpôs uma providência cautelar com o resultado transitado a julgado que pode ser lido abaixo, razão para dizer, prometeu e cumpriu.

Raul Costa presidente do Clube Terra a Terra, encabeçou uma lista que deu mote a todo este processo que só agora começou, confessando ainda a preocupação dos “danos colaterais” que todo o processo possa envolver, mas que na defesa do seu direito e das associações que lhe confiaram esta longa caminhada, tudo vai fazer para os minimizar, no entanto nada pode fazer quanto a resistências que possam haver na actividade.

Declarou:
Esta vitória não é minha não é do Clube Terra a Terra, é uma vitória da modalidade, dos praticantes e das associações, esperamos que a primeira porque não é a única.

Os clubes confiaram nesta lista e nós lutámos pelo que sempre dissemos defender e por isso temos aquele que consideramos um dos melhores advogados não só a nível Nacional, Dr. Abel Marques, da Abel Marques & Associados, também já apelidado na modalidade por “implacável” que o demonstrou ser e para ele vai o nosso maior reconhecimento e agradecimento pela forma que conduziu este primeiro processo e pelos resultado obtidos, sendo também ele a conduzir os seguintes.

Não menos importante o manifestado pelo Dr. Jorge de Lima e pelo Sr. Cândido Barbosa em A.G, desvalorizando a própria providência cautelar, acusando os dirigentes do Clube Terra a Terra de deslealdade para com a FPTT e para com o presidente da FPTT, o resultado ficou à vista, pedalámos e a meta foi nossa, mas à imagem de muitas experiências, o ganhar uma etapa não é sinónimo de ganhar uma prova, mas fazemos questão de ganhar a prova e devolver a FPTT à modalidade relembrando que a falta de lealdade foi mesmo da parte do Dr. Jorge de Lima e dos beneficiados do ato eleitoral, Cândido Barbosa e respetiva lista cujos nomes nunca foram divulgados que num dos principais direitos democráticos não consultou as associações para saber se realmente era a vontade delas tê-los lá, até porque nunca foi uma candidatura pública, nem tão pouco foi apresentado um projeto, mas depois escreveram que queriam o diálogo… no momento errado pois o diálogo deve ser antes e não depois.

Para finalizar, vamos continuar a pedalar até porque a batalha judicial, prometemos que ia ser longa e apenas percorreremos os caminhos que nos obrigarem a percorrer, não sendo esta a nossa primeira escolha.

Os nomes das associações envolvidas nesta luta e se o autorizarem, serão divulgados, não podemos esquecer que na primeira linha estão:

Raul Costa | Dr. Abel Marques | Luis Sá | Miguel Neiva | José Pereira | Ricardo Duarte | Gabriel Mendes | Tiago Loureiro

Obrigado a todos os que confiaram nesta equipa…

 

Recomenda-se a leitura atenta do resultado da providência cautelar.

(3543)

Nesta que é a 5ª edição do Xtrem Portugal, o verdadeiro Trial imperou e a iniciativa culminou numa prova fantástica com obstáculos totalmente naturais.

Vamos já no terceiro dia prova e até ao momento, apenas duas equipas abandonaram, apesar de alguns capotanços, não há registos de feridos ou estragos de maior.

O Publico tem aderido em massa, especialmente nas noturnas em que as temperaturas são mais agradáveis.

A Organização sempre simpática e competente tem levado a prova ao extremo da boa organização para eles, muitos parabéns.

As equipas, os verdadeiros Heróis do evento que poucas horas têm para dormir num evento que inicia às 9h da manhã terminando às 2 da manhã com pausa para jantar e as poucas horas que resta é quando podem fazer a manutenção das viaturas para o dia seguinte com um acumulado de 4 dias, é competição pura e dura e ainda dão um verdadeiro espetáculo de condução com os navegadores em esforço permanente!… sem dúvida um espetáculo a não perder pelos amantes da modalidade.

Por motivos de ordem técnica vamos partilhar poucas fotos e brevemente disponibilizaremos a coleção completa.


 photo IMG_6511.jpg
 photo IMG_6498.jpg
 photo IMG_6453.jpg
 photo IMG_6447.jpg
 photo IMG_6417.jpg
 photo IMG_6235.jpg
 photo IMG_6227.jpg
 photo IMG_6216.jpg
 photo IMG_6201.jpg

(53)